Crédito

Caixa Econômica lança o Cartão Aluguel

Posted by Raphael Roale on setembro 07, 2008
Notícias / 26 Comments

Boa notícia para os mais de 6,5 milhões de brasileiros que atualmente moram de aluguel. A Caixa Econômica Federal (CEF) acaba de finalizar o projeto do Cartão Aluguel, que vai substituir o fiador, cheque-caução e seguro-fiança.

_CEF

O locatário que optar por esta modalidade de pagamento receberá um cartão de crédito para saldar o aluguel todos os meses. Se atrasar, o banco acerta, mas depois cobra, com juros e o proprietário nem fica sabendo do problema. O produto já está montado, mas a área de tecnologia de informação da CEF ainda precisa fazer algumas alterações no sistema para começar o seu funcionamento. E por conta desses ajustes, a data de lançamento não está totalmente fechada.

Muitos inquilinos encontram dificuldade na hora de assinar o contrato por não terem um fiador. Uma outra opção, o seguro-fiança, também é inviável financeiramente para alguns, já que chega a custar uma vez e meia o valor do aluguel.

Com o Cartão Aluguel, o locatário terá que desembolsar uma taxa de anuidade e receberá uma fatura mensalmente, tal qual ocorre com os cartões de crédito convencionais. No caso de atraso, as taxas de juros serão semelhantes às cobradas pelos cartões de crédito, de cerca de 10% ao mês. A instituição financeira vai analisar a capacidade de pagamento do locatário, antes de conceder o crédito.

Como vai funcionar o Cartão Aluguel?

A Caixa vai analisar a ficha cadastral dos interessados para conceder a nova garantia de locação. Os inquilinos vão pagar o aluguel mensalmente por meio do extrato enviado à residência, que e será o responsável pelo pagamento da taxa de anuidade do cartão. A cobrança já é conhecida para quem usa cartões de crédito convencionais.

Já de posse do cartão aluguel, os inquilinos devem procurar uma imobiliária para escolher o apartamento. Em seguida, é só passar o cartão exclusivo da Caixa Econômica Federal para fazer a operação e garantir o fechamento do negócio, sem fiador ou outra garantia.

O Secovi (Sindicato do Setor Imobiliário) informa que a inadimplência na locação ainda é muita alta. Atualmente, representa de 9% a 10% de todos os contratos. Isso porque o Judiciário é muito lento para julgar uma ação de despejo. Às vezes, o proprietário ou administradora leva mais de uma ano para retomar o imóvel.

Fonte: Jornal da Comunidade

Tags: , , , ,