Brasil

Caixa Econômica lança o Cartão Aluguel

Posted by Raphael Roale on setembro 07, 2008
Notícias / 26 Comments

Boa notícia para os mais de 6,5 milhões de brasileiros que atualmente moram de aluguel. A Caixa Econômica Federal (CEF) acaba de finalizar o projeto do Cartão Aluguel, que vai substituir o fiador, cheque-caução e seguro-fiança.

_CEF

O locatário que optar por esta modalidade de pagamento receberá um cartão de crédito para saldar o aluguel todos os meses. Se atrasar, o banco acerta, mas depois cobra, com juros e o proprietário nem fica sabendo do problema. O produto já está montado, mas a área de tecnologia de informação da CEF ainda precisa fazer algumas alterações no sistema para começar o seu funcionamento. E por conta desses ajustes, a data de lançamento não está totalmente fechada.

Muitos inquilinos encontram dificuldade na hora de assinar o contrato por não terem um fiador. Uma outra opção, o seguro-fiança, também é inviável financeiramente para alguns, já que chega a custar uma vez e meia o valor do aluguel.

Com o Cartão Aluguel, o locatário terá que desembolsar uma taxa de anuidade e receberá uma fatura mensalmente, tal qual ocorre com os cartões de crédito convencionais. No caso de atraso, as taxas de juros serão semelhantes às cobradas pelos cartões de crédito, de cerca de 10% ao mês. A instituição financeira vai analisar a capacidade de pagamento do locatário, antes de conceder o crédito.

Como vai funcionar o Cartão Aluguel?

A Caixa vai analisar a ficha cadastral dos interessados para conceder a nova garantia de locação. Os inquilinos vão pagar o aluguel mensalmente por meio do extrato enviado à residência, que e será o responsável pelo pagamento da taxa de anuidade do cartão. A cobrança já é conhecida para quem usa cartões de crédito convencionais.

Já de posse do cartão aluguel, os inquilinos devem procurar uma imobiliária para escolher o apartamento. Em seguida, é só passar o cartão exclusivo da Caixa Econômica Federal para fazer a operação e garantir o fechamento do negócio, sem fiador ou outra garantia.

O Secovi (Sindicato do Setor Imobiliário) informa que a inadimplência na locação ainda é muita alta. Atualmente, representa de 9% a 10% de todos os contratos. Isso porque o Judiciário é muito lento para julgar uma ação de despejo. Às vezes, o proprietário ou administradora leva mais de uma ano para retomar o imóvel.

Fonte: Jornal da Comunidade

Tags: , , , ,

Computador e TV: sonhos de consumo dos brasileiros

Posted by Raphael Roale on agosto 30, 2008
Notícias / No Comments

O Instituto PROVAR (Programa de Administração do Varejo) em parceria com a FIA (Fundação Instituto de Administração) divulgou pesquisa confirmando que o mercado de consumo já sabia: os artigos de informática são os primeiros da lista dos produtos que o brasileiro deseja comprar nos próximos três meses, com 13,8% da preferência dos consumidores.

_computador

Em segundo lugar, mas não muito distante, aparecem as TV’s e máquinas fotográficas digitais com 12,6% da preferência. Antigamente era a chamada “linha branca” de produtos, como geladeira e fogões, responsáveis por abocanhar parte da renda e dos sonhos de consumo dos brasileiros.

Esta mudança esperada de desejo de consumo tem relação direta com o aumento de renda e poder aquisitivo das classes C e D. Isso porque, com menor poder aquisitivo, estes consumidores estão começando agora a adquirir estes tipos de produtos. Computadores, TV’s de plasma e produtos eletrônicos agora faz parte da vida destas pessoas como um utensílio doméstico – semelhante à geladeiras e fornos de micro-ondas no passado.

A venda de computadores portáteis triplicou nas redes supermercados e grandes magazines nos últimos anos. O preço é o principal aliado: o que antes custava mais de R$ 3 mil reais, hoje está menos da metade do preço.

Tags: , ,

Tudo sobre Portabilidade Numérica no Brasil

Posted by Raphael Roale on agosto 29, 2008
Artigos / 4 Comments

Depois de 18 meses de promessas e atrasos, a Portabilidade Numérica começa a ser implantada no Brasil a partir da próxima segunda-feira, primeiro de Setembro (01/09). Mas você sabe o que isso significa? Sabe como tirar proveito das novas regras da telefonia? Sabe como utilizar?

O Minha Gestão traz para você as principais dúvidas e regras sobre a Portabilidade Numérica. Anote aí.

_dicas 

O que é portabilidade numérica?
É a poder manter o seu número de telefone mesmo trocando de operadora, de plano de serviço (de pós para pré-pago e vice-versa) ou de endereço (apenas no caso da telefonia fixa).

E quando a portabilidade numérica começa?
Isso depende de onde você mora, pois a implantação vai começar na próxima segunda-feira (01/09) e vai até o final de Fevereiro de 2009. A tabela completa com os prazos para cada código DDD pode ser conferida no site da Anatel.

Preciso pagar para manter meu número de uma operadora para outra?
Claro que sim! O preço da portabilidade será definido pela Anatel e será cobrado cada vez que o número for portado para outra operadora. A estimativa inicial de custo é de até 4 reais a cada transferência.

Quantas vezes posso trocar de operadora mantendo o meu número?
Quantas vezes quiser, não há limite.

A quem devo solicitar a transferência de número?
À operadora para a qual você pretende migrar. A operadora que perde o usuário não participa da negociação.

Em quanto tempo a operadora terá que fazer a troca?
Inicialmente, em até cinco dias. A partir de Março de 2010, o prazo passará a ser de três dias.

E eu posso desistir da troca?
Sim, até dois dias úteis após fazer o pedido.

Quanto tempo meu telefone ficará sem funcionar na troca de uma operadora para a outra?
No máximo 2 horas.

Posso transferir meu número fixo para um móvel?
Não, somente de fixo para fixo ou de móvel para móvel.

Posso trocar meu pré-pago de uma operadora para um pós-pago de outra?
Sim, desde que dentro da mesma área, mesmo DDD.

Posso trocar meu número de Estado?
Não pode. Na telefonia fixa, a portabilidade será possível dentro da mesma área. No caso do serviço móvel, a manutenção do número será dentro do mesmo código DDD.

E o pedido pode ser negado?
Apenas nas seguintes condições: se já houver outro pedido de portabilidade para aquele número em andamento; se o número for inexistente ou não estiver designado a um usuário; se for apenas de uso temporário ou estiver desligado; ou se o número for correspondente a um terminal público.

Preciso manter o meu contrato de fidelidade com a operadora?
Claro que sim! A portabilidade não anula contratos de fidelidade assinados pelo usuário, que pode durar no máximo 12 meses.

A operadora para qual vou migrar pode exigir contrato de fidelidade?
Sim, de no máximo 12 meses e desde que ofereça vantagens como aparelho ou plano com desconto.

Posso trocar meu celular CDMA por um GSM de outra operadora mantendo meu número?
Sim, a tecnologia não interfere no processo de portabilidade.

Posso levar meu número de Nextel para uma operadora móvel e vice-versa?
Não, o Nextel é outro tipo de serviço móvel ainda não contemplado pela portabilidade.

Como devo proceder se a operadora não atender ao pedido de portabilidade?
Faça uma reclamação à Anatel ou procure os órgãos de defesa competentes, como o Procon.

Fique de olho: Pelo regulamento, as operadoras devem informar gratuitamente em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefone, se um número pertence ou não a sua rede.

Fontes: PCWorld, IDGNow, Anatel

Tags: , , ,

PepsiCo Brasil: nova fábrica no Distrito Federal

Posted by Raphael Roale on agosto 29, 2008
Notícias / 5 Comments

PepsiCo Brasil

A gigante americana PepsiCo – dona das marcas Pepsi, Elma Chips, H2OH!, Coqueiro, Toddy, entre outras – anunciou que vai instalar a maior fábrica da América Latina no Distrito Federal. O empreendimento deve gerar mais de mil empregos diretos e outros cinco mil indiretos.

A idéia da empresa era iniciar as obras em 2010, mas a pedido do vice-governador do Distrito Federal Paulo Octávio, a pedra fundamental será lançada já em 2009 e a inauguração oficial está marcada para o dia 21 de abril de 2010, quando Brasília completará 50 anos de história. A indústria será instalada no Pólo JK, em Santa Maria, em um terreno de 80 mil metros quadrados.

O que pesou na escolha pela capital federal para instalação dá fábrica foi o ambiente propício de negócios. Brasília possui escolas internacionais, uma localização privilegiada e a melhor segurança do país. “Esses fatores levam a um excelente ambiente de negócios”, explicou o vice-governador.

Pró-DF

A empresa será incluída no Pró-DF, programa do governo do Distrito Federal de incentivos fiscais – e pode receber desconto de até 80% na compra do terreno ao final do processo. Mas para isso, a PepsiCo deverá cumprir todos os prazos e gerar os empregos defendidos no contrato para receber todo o incentivo previsto na lei.

Toda semana, o governo assina cerca de cinco novos contratos do Pró-DF, o que em média gera 100 novos empregos semanais, geralmente de micros e pequenas empresas. Isso ajuda na diminuição da taxa de desemprego da capital.

O governo investiu até agora R$ 70 milhões em infra-estrutura nas Áreas de Desenvolvimento Econômico (ADE). A meta é investir outros R$ 80 milhões até 2010.

Fonte: GDF

Tags: , , ,